Propostas - Balanço - 5º ano

No baú das memórias – “Histórias que ouvi contar”

Reviver fatos, histórias e lembranças guardadas em nosso “baú das memórias” provocam uma retomada dos sentimentos que marcaram a história pessoal de cada um, trazendo um reconhecimento dos valores éticos e morais dos grupos familiares, a forma de viver de cada geração, as relações familiares, as diferentes formas de conviver nas diversas fases da vida.

As atividades propostas aqui trazem um resgate da cultura e da identidade regional dos alunos, de acordo com o contexto em que estão inseridos, com a finalidade de fortalecer vivências, memórias, tradições e costumes repassados de geração a geração, a fim de propiciar novas reflexões e contribuições culturais e literárias.

Primeiramente, você professor, deverá selecionar textos diversos (literários ou não, documentos históricos, imagens) a respeito das lendas, das tradições e dos costumes de sua região.

© Egal/Dreamstime.com

 

Se possível, providencie e aprofunde-se no conteúdo do livro “Histórias que Ouvi Contar”, de Alaíde Lisboa de Oliveira, que traz histórias que se ouvem ou que já se ouviram contar alguma vez e que misturam personagens, enredos, mitos, épocas e lugares diferentes. A cada novo contar, são enriquecidas de detalhes de invenção e imaginação do contador.

Assim funciona a tradição oral. As histórias são vivas, passam de boca em boca, de povo para povo, de cultura para cultura… Vão se transformando, ganham novas cores, um outro começo, um novo final, sem nunca, porém, perderem sua alma, que é a própria cultura da gente.

Após a exploração dos materiais trazidos por você, proponha que pesquisem e relembrem acontecimentos, fatos, enfim, abram seus “baús”, a respeito de histórias que já ouviram contar. O intuito aqui é fazer com que o aluno repense as relações sociais que estes relatos têm com o cotidiano, a cultura e a sociedade.

O próximo passo, é a elaboração de um livro com ilustrações criativas a respeito dos temas abordados, misturando as histórias tradicionais e as histórias da família de cada um. Utilizando materiais recicláveis e muita imaginação, os alunos poderão criar uma história fictícia baseada nas próprias pesquisas e relatos, ou reproduzir histórias que ouviram contar, ou ainda, descrever histórias vindas de tradições familiares.

Para finalizar, organize uma exposição de todo o material utilizado no desenvolvimento das atividades, desde as pesquisas, relatos, entrevistas, textos literários, até o livro confeccionado pelos alunos. Em paralelo, como sugestão, pode-se propor que criem um cenário criativo e propício (pátio da escola, salas de aula, corredores, entre outros) para que os alunos possam encenar a história criada por eles para todos da escola, de maneira lúdica e descontraída. Deixe-os livres para decidirem sobre cenário e figurinos, afinal, eles serão os “autores” das próprias histórias que um dia ouviram contar.

10

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *